Serie Contabilidade – A folha de pagamento

folhadepagamento

A folha de pagamento faz parte dos CUSTOS FIXOS de uma empresa de Fisioterapia como já discutido noutro post de nosso blog. Talvez, essa, seja um dos maiores custos de nossas empresas, pois,  nossa mão de obra é altamente especializada e  os valores pagos geram encargos que iremos discutir em detalhes.

Imaginemos que empreguemos um Fisioterapeuta um salário de R$ 1800,00, vejamos os custos:

 

SALÁRIO R$ 1.800,00
GPS R$ 482,4
FGTS R$ 144,00
V.TRANS R$ 82,72
13 SALÁRIO R$ 150,00
GPS R$ 40,20
FGTS R$ 12,00
FÉRIAS R$ 200,00
GPS R$ 53,60
FGTS R$ 16,00
TOTAL R$ 2.980,92

 

Esse seria o custo mensal de 1 Fisioterapeuta com salário de R$ 1800,00. Não podemos esquecer, que para nosso colega exercer seu trabalho, esse precisará de pessoal de apoio. Ao somar o salário de todos teremos então um custo aproximado de nossa folha de pagamento. Seguem alguns tributos que hoje nos massacram:

FGTS: 8% que incide sobre salário, férias e 13 salário.

GPS:  25,8% que incide sobre salário, férias e 13 salário.

A vinda do SIMPLES poderá desonerar nossa FOLHA DE PAGAMENTO em mais de 20% facilitando, dentre outras coisas, uma maior contratação ou regularização de profissionais. Não esqueçamos que no ANEXO III, onde fomos enquadrados, a CPP(Contribuição Patronal Previdenciária) reduz de 25,8% para 4%, contudo, não há interferência no cálculo do FGTS ou do vale transporte.

 

Luis Henrique Cintra

 

 

 

 

O que é Convenção Coletiva – Salário do Fisioterapeuta

convenção coletiva3

Chamamos Convenção Coletiva os acordos realizados entre os SINDICATOS DE TRABALHADORES  FISIOTERAPEUTAS e EMPREGADORES(clínicas, hospitais ou demais empresas contratantes)

Uma vez por ano, na data-base, é convocada Assembléia Geral para instalar o processo de negociações coletivas. Isto significa que, nesta data, reajustes, pisos salariais, benefícios, direitos e deveres de empregadores e FISIOTERAPEUTAS serão objeto de negociações.

Se os sindicatos, autorizados pelas respectivas assembléias gerais, estiverem de acordo com as condições estipuladas na negociação assinam a Convenção Coletiva de Trabalho, o documento que deverá ser registrado e homologado no órgão regional do Ministério do Trabalho (DRT).

As determinações da Convenção Coletiva atingem a todos os integrantes da categoria. A Convenção Coletiva entra em vigor três dias após a data de entrega (protocolo) no DRT, conforme determina o parágrafo 1o. do art. 614 da Consolidação das Leis do Trabalho (C.L.T.). Quem tem direito: As decisões estipuladas nas convenções coletivas transformam-se em direitos e deveres para todos os trabalhadores e empregadores.

No Ceará, você poderá poderá baixar o documento acessando o link: Convenção Coletiva_ 2013-2014

Em São Paulo, você poderá poderá baixar o documento acessando o link: Convenção Coletiva_2013-2014

FONTE: SITE DO CREFITO 06 / SINFITO SP