Fisioterapeuta – Garanta sua vaga no mercado

Vaga no mercado

Não é novidade que a Fisioterapia, nossa profissão, é jovem. Porém, devido ao dinamismo da categoria,  faculdades,  especializações residências, congressos, entidades, cursos e negócios na área surgiram nos últimos anos. Enfim,nos tornamos úteis para milhões de pessoas no mundo, mas, parece-me que ainda falta o Fisioterapeuta entender isso.

Pelas palestras e eventos, que organizo e participo, vejo jovens, ávidos por conhecimentos, sejam técnicos, sejam de vida, lotarem os auditórios na busca de uma tão sonhada autonomia, que, infelizmente, muitas vezes é cerceada pelo mercado.

Nada adiantará, aqui nesse momento, discorrer sobre a realidade junto as OPS(Operadoras de Planos de Saúde), entidades que nunca respeitaram nossa palavra e que gastam menos de 1% de seu faturamento no pagamento de nossos honorários. Um dia, e por isso lutar, o Fisioterapeuta entenderá que tais entidades somente existem, de direito, se ofertarem nossos serviços. O custo para essas é tão baixo que é preferível contratar empresas prestadoras de serviços que verticalizar o serviço(ter uma equipe própria) dentro de seus estabelecimentos.

Em esferas superiores ganhos fantásticos já foram garantidos. Estaremos no SIMPLES em 2015, tivemos nossos direitos assegurados com o veto parcial sobre o ATO MÉDICO, estamos na ANS e a cada dia temos mais mestres e doutores em Fisioterapia. Nos resta, contudo, o espírito corporativista, a visão empreendedora, a VONTADE DE SER AUTÔNOMO e NÃO EMPREGADO, ai sim teremos o que merecemos.

O acadêmico de Fisioterapia ou aquele que está iniciando suas atividades precisa entender que o que irá garantir sua vaga no mercado NÃO SERÁ O SEU CONHECIMENTO TÉCNICO, mas a CAPACIDADE DE ASSUMIR E HONRAR COMPROMISSOS.

 

Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

Sobre nós mesmos.

Leandro Leão Fisioterapeuta BA

Dr.Leandro Leão
Fisioterapeuta BA

Sentimos bem como é difícil ser Fisioterapeuta, quando nos permitimos a cada dia não falar em gestão, não debater nossos problemas e o pior de tudo é nos permitir a brutalização pela falta de conhecimento. Logo, os sintomas de falência da profissão são evidentes quando culpamos todos e não fazemos nada além de apenas reclamar e quando a grama do vizinho é mais verde e mais bem cuidada que a minha. Acordemos colegas e sinceramente deixemos de discutir assuntos bobos e vãos que não produzirão nada e nunca nos levará a nada. Nos falta capacitação e politização ao passo que nos sobra preguiça mental e uma vontade louca de buscar um culpado pela nossa inércia e nossa morosidade com nós mesmo. Uma vez disse que somos mofinos e continuo a acreditar ainda mais que agimos conforme a nossa fome e não de acordo com uma estratégia unida, bem planejada e com a participação de todos. Posso até estar enganado, mas o Fisioterapeuta é um mestre em espalitar os dentes de barriga vazia. Reclama de mais e pensa de menos. Culpa o Conselho, Sindicato, Operadoras, Patrões,, Deus e até o paciente , todavia não se volta para o epicentro dos problemas que é a postura relapsa e indolente com seus direitos.

 

Leandro Leão

Presidente da Associação Baiana de

Prestadores de Serviços Fisioterapêuticos