Cheguei aos quarenta, e agora?

 

quarenta anos

É engraçado escrever sobre a sensação dos 40 anos. Parece uma idade sem identidade, achamos que temos vinte, desenvolvemos valores que nos tornam mais velhos, ou melhor, mais chatos e nos deprimimos por tudo que deixamos de fazer no viço da juventude.

Escuto muitos amigos dizerem que seriam muito mais felizes se aos vinte tivessem a experiência dos 40. Eu acho que não, pois não teriam a adrenalina do que é proibido ou perigoso.O estoicismo parece surgir na fase certa de nossa caminhada. Em quase todas as religiões no mundo a figura do renascimento é presente, pois essa sensação parece está presente aos 40 também. Uma fase que surge de acordo com um velho ditado “a vida começa aos 40 e termina aos 80” nos deixa frágeis e inseguros da mesma forma que quando tínhamos 20. Mulheres e homens nessa fase pensam que o outro só quer usufruir do tão sonhado dinheiro que cada um conseguiu, e ambos continuam solitários. A Humanidade é a mesma.

Hoje estamos, muitas vezes,  sem bens materiais, sem paixões e sem amigos e com muita, muita inveja de quem tem. Achamos que para ter isso o dinheiro vai ser sempre a mola propulsora, pois a os mimos da juventude não nos são mais permitidos. Tentamos feito loucos emagrecer, conviver com pessoas bonitas e usar roupas que nos tornem eternos “jovens” mas, o que conseguimos muitas vezes é chegar ao ridículo sem muito esforço.

Não ficamos ricos como sonhávamos, não permanecemos belos como esperávamos e não mudamos o mundo como acreditávamos, mas fizemos a nossa parte. A vaidade, o pecado preferido, nos cegou e não permitiu que víssemos tudo que fizemos ao longo de todo esse tempo…

Produzimos conhecimento sim, nos reproduzimos sim, geramos emprego sim, educamos nos filhos sim e demos aos nossos pais o orgulho de ser o que eles não puderam. Essa é verdade ou pelo menos a esperança.

Vamos celebrar o nosso renascimento, pois continuaremos lutando, para que os nossos filhos possam contribuir para a humanidade assim como fizemos e para quando cheguarem aos quarenta venham a pensar como estamos nesse momento.

Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

Entidades de Classe – Associações

associação

Associações são agremiação que podem representar Fisioterapeutas ou Prestadores de Serviços Fisioterapêuticos com objetivos sociais, científicos, políticos ou financeiros.

As associações de profissionais normalmente estão envolvidas com a promoção de eventos  para a classe. Essa também acaba chancelando tais eventos, dando-lhes, assim, maior credibilidade.

As associações de prestadores de serviços Fisioterapêuticos representam os consultórios e/ou as empresas de Fisioterapia. Essas acabam direcionando-se mais nas negociações com as OPS(Operadoras de Planos de Saúde) no quesito honorários dos serviços prestados.

A filiação às associações não é obrigatória, da mesma forma os ganhos também não necessariamente precisariam ser repassados para todos os que não se associaram. Isso é uma das principais diferenças dessas frente aos sindicatos.

O processo de criação de uma associação passa pelas seguintes etapas:

1) Convocação – Anúncio em jornais de grande circulação

2) Assembléia Geral

3) Leitura de Estatuto

4) Preparo de ATA

5) Registro em Cartório

6) Registro na Receita Federal

7) Estabelecimento Fixo

8) Registro na Prefeitura

9) Conta Bancária.

 

Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

 

O que é Convenção Coletiva – Salário do Fisioterapeuta

convenção coletiva3

Chamamos Convenção Coletiva os acordos realizados entre os SINDICATOS DE TRABALHADORES  FISIOTERAPEUTAS e EMPREGADORES(clínicas, hospitais ou demais empresas contratantes)

Uma vez por ano, na data-base, é convocada Assembléia Geral para instalar o processo de negociações coletivas. Isto significa que, nesta data, reajustes, pisos salariais, benefícios, direitos e deveres de empregadores e FISIOTERAPEUTAS serão objeto de negociações.

Se os sindicatos, autorizados pelas respectivas assembléias gerais, estiverem de acordo com as condições estipuladas na negociação assinam a Convenção Coletiva de Trabalho, o documento que deverá ser registrado e homologado no órgão regional do Ministério do Trabalho (DRT).

As determinações da Convenção Coletiva atingem a todos os integrantes da categoria. A Convenção Coletiva entra em vigor três dias após a data de entrega (protocolo) no DRT, conforme determina o parágrafo 1o. do art. 614 da Consolidação das Leis do Trabalho (C.L.T.). Quem tem direito: As decisões estipuladas nas convenções coletivas transformam-se em direitos e deveres para todos os trabalhadores e empregadores.

No Ceará, você poderá poderá baixar o documento acessando o link: Convenção Coletiva_ 2013-2014

Em São Paulo, você poderá poderá baixar o documento acessando o link: Convenção Coletiva_2013-2014

FONTE: SITE DO CREFITO 06 / SINFITO SP

Consulta Fisioterapêutica, mais uma conquista.

consulta fisioterapia

O caminho da autonomia dentro da Fisioterapia vem sendo percorrido desde os primórdios de nossa profissão. O Fisioterapeuta, profissional de nível superior, respaldo pelo  DECRETO LEI N. 938, DE 13 DE OUTUBRO DE 1969 vem evoluindo anualmente no âmbito científico, cultural, político e empresarial conseguindo, assim, obter o espaço que lhe é permitido.

Desde o início de 2014 que uma das conquistas mais importantes dos últimos anos foi garantida pelo COFFITO, representado na figura de Dra.Marlene Izidro, Iaponira Pimental e Francimar Ferrari,  junto às OPS(Operadoras de Plano de Saúde). Essa conquista foi a CONSULTA FISIOTERAPÊUTICA, agora pertencendo ao ROL DE PROCEDIMENTOS DA ANS, ou seja, agora, obrigatória. Em nosso referencial de honorários(RNPF), essa aparece com o código “13106902″, na TUSS “50000144”. Os valores desse procedimento estão descritos em nossa tabela, contudo, a aplicação dos mesmos somente acontecerão com a união de nossa classe frente a negociações com as operadoras.

A FENAFISIO, entidade que representa as Associações de Prestadores de Serviços de Fisioterapia de todo o  Brasil, tem reunido-se sistematicamente na busca de compartilhar informações que proporcione aos Serviços de Fisioterapia uma justa remuneração.

Maiores informações no site:  www.fenafisio.com.br