O príncipe mimado

principe mimado

Era uma vez um príncipe herdeiro de grande fortuna e criado rodeado de  vassalos e bajuladores. Sua fama, de esbanjador, ecoava pelos 4 cantos do reino, o que atraía oportunistas e bisbilhoteiros formando, assim, uma grande e pseudo platéia para seus feitos.
Certo dia esse garoto mimado desejou ir à guerra e foi aconselhar – se com um velho general. Esse, como conhecia a história de seu superior, tentou desencorajar – lhe,  pois via,  naquele pequeno fedelho, alguém que desejava um grande feito, mas, sem muito esforço. Pressionado pelas circunstâncias,  acabou aceitando o desafio.

O general Reuniu exércitos de diferentes lugares e começou o treinamento. Muitos, desses, eram criaram esperançosas de uma vida melhor, pois, mesmo não conhecendo o príncipe, seguiam cegamente o mando do general.

O príncipe, devido a sua ignorância e arrogância,  só pensava em entrar em combate, mas, o general, precavido, para poupar a vida de todos, esperava o momento certo de agir. Quanto mais o general tentava treinar o príncipe para as batalhas, mais esse continuava a gastar as provisões do exército com festas e banquetes onde expunha sua bela espada e seu manto de veludo.

Por fim, esse garoto mimado disse que o general era incompetente e o exército fraco. Mandou, sem pestanejar , dispensar todos, inclusive os mais necessitados. Não pagando, inclusive, o soldo daqueles que, até o presente momento, foram-lhe fiéis

O general, decepcionado, não com o príncipe,  mas consigo por ter aceitado missão tão infame jurou nunca mais por seus soldados sob mando desse déspota.

Concluiu sua participação dizendo:

– Quem brinca com a vida dos outros nunca encontrará a paz, pois seus projetos não passam de castelos de areia erguidos antes da tempestade, e se um dia for lembrado, será através de piadas em mesa de bar.

 

Luis Henrique Cintra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>