O lavrador, o corvo e os girassóis.

O corvo e os girassóis

Era uma vez um lavrador que plantava girassóis. Escolher o local dos canteiros, arar a terra, adubá-la e semeá-la custaram-lhe anos de estudo e dedicação. O jardim, sempre florido, causava desejo de muitos pássaros estarem por perto. Girassóis belíssimos deixavam suas sementes caírem no chão e, assim, naturalmente, alimentavam o bando que o retribuía com cantos magníficos.

O lavrador acolhia todos os bichos que rodeavam o seu jardim, até mesmo os menos queridos por alguns. Certo dia, um corvo esfomeado e desafinado, foi pedir-lhe esmolas. O lavrador foi reticente inicialmente, mas aceitou que esse se alimentasse da beleza e fartura do seu jardim. Ensinou-lhe como usufruir de tudo aquilo sem causar nenhum dano a natureza.

O corvo, porém, não imaginava que todos os outros pássaros que lá estavam eram extremamente fiéis àquele homem que dedicou a vida inteira para construir o jardim. Um certo dia, ele resolveu roubar alguns pés de girassol para tê-los somente para si. Aproveitou-se de um momento de ausência do pobre trabalhador e tentou arrancar alguns girassóis. Um grupo de colibris viu o que acontecia e foi falar para o lavrador esperando que esse banisse o corvo do jardim.

O lavrador, ao ouvir a história, sentou-se numa pedra e pôs-se a chorar explicando:

A riqueza de nosso jardim não estava nas plantas, e sim como cuidamos delas. È preciso dedicação para isso e não oportunismo

  • Girassóis, quando arrancados, param de germinar, é preciso estudo para saber disso.
  • A fome será o seu destino, pois os pássaros que freqüentam o jardim jamais o deixarão entrar novamente. Se as sementes alimentam por um tempo, amigos poderiam o alimentar pelo resto da vida.

E assim o corvo foi embora e nunca mais ouviu-se falar dele.

 

Luis Henrique Cintra

 

Não deixando de enxergar o que precisa melhorar, declaro meu apoio.

Em seu mandato, a presidenta Dilma realizou projetos que beneficia a classe dos fisioterapeutas: Programa Mais Médicos que fortalece o SUS; Veto sobre o Ato médico que fortalece a equipe de saúde; Inclusão da Fisioterapia no Anexo III do SIMPLES.

Em seu mandato, a presidenta Dilma realizou projetos que beneficia a classe dos fisioterapeutas: Programa Mais Médicos que fortalece o SUS; Veto sobre o Ato médico que fortalece a equipe de saúde; Inclusão da Fisioterapia no Anexo III do SIMPLES.

Vivemos num país, graças a Deus, democrático. Escolhas preferências e críticas devem fazer parte de nosso cotidiano, caracterizando nosso povo como livre na escolha e construção de seu caminho.

Aprendi, ao longo de minha vida, a carregar a “minha bandeira’, pois, dessa forma, posso responder perfeitamente frente aos meus atos de acordo com minha formação e necessidades pessoais, profissionais e de classe.

Ontem, 07/08/2014, tivemos a aprovação da Inclusão da Fisioterapia no Anexo III do SIMPLES. Isso significa que inúmeros pequenos negócios em Fisioterapia poderão caminhar um pouco mais desafogados da tributação que rodeia o faturamento e a folha de pagamento desses, ou ainda, o profissional liberal. Vejam artigos: Serie Contabilidade – A folha de pagamento; FISIOTERAPIA NO SIMPLES – Agora só falta a sanção presidencial; Série Contabilidade – O que são custos variáveis na pessoa jurídica?; Série Contabilidade – O que são custos variáveis na pessoa física?

Tal medida, considerada por alguns como eleitoreira ou demagógica, representa um avanço gigantesco em nossa profissão. Lembrando aos leitores desse blog que o governo atual, com todos os seus defeitos, realizou, pelo menos 3 medidas que beneficiam a classe dos Fisioterapeutas:

  • Programa Mais Médicos que fortalece o SUS
  • Veto sobre o Ato médico que fortalece a equipe de saúde
  • Inclusão da Fisioterapia no Anexo III do SIMPLES.

Assim sendo, e não deixando de enxergar o que precisa melhorar, declaro meu apoio pela coragem da Presidenta Dilma.

 

Luis Henrique Cintra

UFC com garra total no segundo semestre de 2014

Alunos da UF sob comando do Prof.Rodrigo Fragoso.

Alunos da UFC sob comando do Prof.Rodrigo Fragoso.

Pelo terceiro ano consecutivo a Clínica Somma, empresa localizada na cidade de Fortaleza, firma parceria coma UFC(Universidade Federal do Ceará) para que os alunos dessa renomada instituição possa conhecer, vivenciar e praticar em suas dependências. Nesse semestre, as aulas serão todas as segundas e quartas no início da tarde.

Como proprietário e gestor da empresa fico muito feliz de poder contribuir para essa instituição tão séria e alunos compromissados.

Abraço a todos

RNPF x TUSS x ROL – Entenda a diferença

Referencial xTuss x RolÉ muito comum em discussões entre as associações de prestadores de serviço o uso dos termos acima descritos. Infelizmente esse assunto, muitas vezes, não chega ao mercado ou, mesmo ainda, nos bancos de faculdade. Tentaremos, nesse post, descrevê-los e compará-los.

O RNHF é um documento criado pelo COFFITO mediante estudo da FGV para estabelecer os padrões mínimos de remuneração dos prestadores de serviços em Fisioterapia, sejam esses pessoas físicas(profissional liberal) ou pessoa jurídica(empresas, cooperativas etc). Nesse documento é decrito não apenas os valores, mas uma terminologia que foi desenvolvida com base na CIF(Classificação Internacional de Funcionalidade). Esse é dividido em capítulos e esses em níveis de complexidade.Esse

documento deve servir como PARAMETRO NAS NEGOCIAÇÕES COM AS OPERADORAS ou então como referencia mínima na cobrança de procedimentos fisioterapêuticos.

A TUSS ou Terminologia Unificada da Saúde Suplementar é uma tabela que foi criada pela ANS (Agência Nacional de Saúde) e tem como objetivo padronizar a nomenclatura utilizada pelas diferentes OPS (Operadoras de Planos de Saúde). Até certo tempo a FISIOTERAPIA NÃO TINHA NOMENCLATURA PRÓPRIA, HOJE NÓS TEMOS, estamos descritos nessa relação de procedimentos. Essa relação muda constantemente de acordo com A PRESSÃO E RESPALDO QUE CADA PROFISSÃO POSSUI. AINDA NÃO CONSEGUIMOS COLOCAR NA TUSS OS “NÍVEIS DE COMPLEXIDADE” descritos em nosso RNPF.

O ROL DE PROCEDIMENTOS define uma lista de consultas, exames e tratamentos que os planos de saúde são obrigados a oferecer, conforme cada tipo de plano de saúde – ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, referência ou odontológico. Essa lista é válida para os planos contratados a partir de 02 de janeiro de 1999, os chamados planos novos. É válida também para os planos contratados antes dessa data, mas somente para aqueles que foram adaptados à Lei dos Planos de Saúde. É O MÍNIMO QUE AS OPERADORAS DEVEM OFERECER AOS USUÁRIOS.

Em 2014 foi introduzida a CONSULTA FISIOTERAPÊUTICA no ROL DE PROCEDIMENTOS.

 

Luis Henrique Cintra

Consultor em Negócios de Saúde

Consultoria – Quanto devo cobrar por meus serviços?

quanto cobrar

Essa, talvez seja uma das perguntas mais comuns, e importantes, do Fisioterapeuta na hora de montar o seu negócio. O valor cobrado será, sem dúvida, um dos motivos do sucesso de seu empreendimento, por isso vou colocar alguns itens que poderão lhe orientar na definição de seu preço. Atenção para não cair na tentação de basear-se  somente na concorrência, isso será o último item. Responda:

1)      Qual público pretendo atingir?

2)      Quanto foi o investimento que fiz na estrutura que tenho?

3)      Em quanto tempo pretendo recuperar o meu investimento?

4)      Quanto será meu custo variável

  1. Quanto pagarei de imposto por cada atendimento?

5)      Quanto será meu Custo Fixo(tudo aquilo que você pagará independente do volume do seu atendimento ou então com pouca influência)

  1. Aluguel
  2. Água
  3. Luz
  4. Telefone
  5. Funcionários
  6. Contador
  7. Sistemas de informática
  8. Marketing
  9. Qual será meu pro-labore

6)      Quantas horas ficarei disponível para atender aqueles que o procurarem

7)      Quanto de lucro pretendo obter em cima de cada atendimento

8)      Qual o valor da concorrência?

Após conhecer todos os seus custos e quantas horas pretende ficar disponível você terá uma idéia de quanto custa cada hora de seu serviço

 Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor

Consultoria – O valor da hora de seu negócio em Fisioterapia

Hora_de_trabalho

O cálculo da hora do Fisioterapeuta Empresário é feito como de qualquer outro prestador de serviços. Embora existam muitas formas de PRECIFICAÇÃO, abordarei nesse artigo uma fórmula simples para guiar o profissional, ou empresário, em cima do valor mínimo que esse deve praticar. Isso não levará em conta o seu know-how, impostos gerados ou qualquer outra forma de “valor agregado”.

O cálculo do valor mínimo será aplicado a partir do do conhecimento dos INVESTIMENTOS PRÉ-OPERACIONAIS, INVESTIMENTOS FIXOS  e dos CUSTOS FIXOS que o profissional precisou ter para exercer sua atividade laboral.

Os INVESTIMENTOS PRÉ-OPERACIONAIS + INVESTIMENTOS FIXOS são aqueles em que o profissional precisa fazer preparando a sua plataforma de atendimento, ou seja, tais custos foram realizados antes do desse realizar qualquer tipo de procedimento. Alguns exemplos:

  • Reformas
  • Legalização
  • Taxas
  • Registros da empresa
  • Projetos
  • Máquinas
  • Equipamentos
  • Acessórios

Imaginemos que você gastou com todos esses ítens R$ 24000,00(vinte e quatro mil reais), e pretende ter esse dinheiro retornando em 2 anos. O primeiro cálculo a ser feito é que se esse valor fosse aplicado, em poupança com um juros de 0,5% ao mês, você teria no final de 2 anos:  R$ 27051,83. Como você preferiu “outro investimento” diremos que você estará investindo R$ 1127,16 por mês que seu negócio possa existir, estruturado e legalmente constituído.

Agora você precisará manter o seu negócio aberto e funcionando. Apresentaremos, então, os CUSTOS FIXOS. Esses, são aqueles que você terá por mês atendendo ou não clientes. Seja num consultório, clínica ou em atendimentos domiciliares, você terá tais custos. Veja alguns exemplos de CUSTOS FIXOS:

  • Aluguel
  • Água
  • Luz
  • Telefone
  • Condomínio
  • Salários
  • Manutenção

Digamos que a soma de todos esses valores seja em torno de R$ 2000,00. A soma dos 2 valores será de R$ 3127,16.

Agora colocaremos que você estará “disponível” 8 horas por dia para o trabalho, isso por 20 dias no mês.

CUSTO DO DIA: R$ 156,35

CUSTO DA HORA: R$ 19,54

Concluindo nosso raciocínio você gastará a cada hora que passar no dia R$ 19,54 reais para ter um negócio em Fisioterapia. Por isso, não podemos simplesmente esperar que os clientes adivinhem que estamos trabalhando. É necessário o aprimoramento de outras ferramentas para que possamos fazer nosso negócio prosperar. O barateamento dessa hora poderá acontecer na REDUÇÃO dos CUSTOS FIXOS, mas, você nunca poderá oferecer um desconto maior do que o valor mínimo apresentado.

 

Luis Henrique Cintra
Consultor de Negócios em Saúde

 

IPM abre credenciamento para fisioterapeutas e clínicas de fisioterapia

IPM

O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA – IPM,

em conjunto com o Secretário Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, no uso de suas atribuições legais, por intermédio do Instituto Municipal de Pesquisas, Administração e Recursos Humanos–IMPARH, estabelece as normas e torna pública a abertura de inscrições de propostas para o CREDENCIAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS para a prestação de serviços de saúde aos usuários do IPM SAÚDE período de 12 a 25 de maio de 2014.

A tabela de procedimentos oferecida está bem aqui de nosso referencial de honorários(RNHF) porém, chamo atenção especial para o Anexo XIV | Tabela de Honorários de Fisioterapia e Normas de Autorização de Procedimento, alertando que essa tabela está fora do padrão TUSS, contudo o item que está pagando melhor é o 2.01.03.33 – 6 Manipulação Vertebral *

 

Maiores informações acesse: http://sitio.imparh.ce.gov.br/selecao-em-andamento-credenciamento-do-ipm/

 

FONTE: SITE DO IMPARH

 

Luis Henrique Cintra

Adoro recebê-las…

criticas

É bom receber críticas, pois no mínimo, essas expressam que de alguma forma nossas opiniões ou atitudes atingiram, de alguma forma, alguém na concordância ou não de um ponto de vista que, quando criado, fazia sentido.

Tantas são as críticas como os criticadores. Cada um revelando o seu papel no contexto de uma discussão. Ter ter mais paciência com aqueles que, por ignorância, chegam a difamar ou caluniar é primordial, pois, tais atos, na grande maioria das vezes são acompanhados pela ira, sentimento que nos torna propensos a desvirtuar nossas atitudes.

Vivemos num mundo onde todos desejam expor seus pontos de vista, porém, somente alguns acabam tendo coragem para isso. É exatamente dessa forma muitos lideres recebem comentários que, de alguma forma, podem tirar-lhes do sério. Cabe ao criticado, portanto, usar as críticas em seu favor, seja para aprimorar-se, seja conseguir novos adeptos.

 

Luis Henrique Cintra

 

Semana acabou? Que nada, vamos para o MBA agora, quem vai?

cristiano

Inovação, empreendedorismo e modelos de negócios. Esses foram os temas de nosso MBA em Gestão de negócios em Saúde da UNIFOR realizado de dez a onze de abril de 2014. Sob o comando de nosso ilustríssimo professor, Cristiano Andrade,  nossa turma, juntamente com outros colegas de diferentes MBA´s, participou do Seminário Executivo em Empreendedorismo e Inovação. Com muita propriedade Prof.Cristiano detalhou cada tema de forma didática e altamente participativa.

Fechamos o módulo com o metodologia CANVAS, utilizada para criar modelos de negócios. O que parecia bem complicado, ficou prontamente esclarecido com a conclusão do módulo e com a rica bibliografia indicada por nosso mentor.

Hoje, 25 de abril começamos mais um módulo  ” Instrumentos de Captação de Recursos em Serviços de Saúde”. Nosso grupo, unido pelo ideal de  melhorar a gestão em saúde no Ceará/Brasil, estará em peso debatendo tal assunto por todo o final de semana.

Abraço a todos

Luis Henrique Cintra

 

O empreendedor bíblico – Feliz Páscoa

jesus

Há várias características para os empreendedores. Entre todas, podemos selecionar três que são inquestionáveis: 1) São apaixonados pelo o que fazem, o que os tornam incansáveis no trabalho, 2) Assumem riscos calculados e 3) Os frutos de seu trabalho são mais importantes que qualquer dinheiro ganho, às vezes, até mais que ele mesmo. Tais definições são bem observadas num homem que surgiu no Oriente Médio há mais de dois mil anos.

O ambiente não era muito propício a divulgação de certas idéias. A Opressão romana castigava as tribos de seu império, impedindo, assim, qualquer forma de autonomia, ou mesmo, de melhoria nas condições de vida daquelas pessoas.

Um homem, batizado por um sábio, amadurecido pelo conhecimento e forjado na sua coragem começou a levar a “palavra” para aqueles sofredores que não tinham outra opção, a não ser, servir aos “césares”.

Perseguido por alguns de seus pares, ele não desistiu, formou uma equipe de seguidores e começou a proferir suas ações entre os mais necessitados. Alguns eram curados de doenças, outros protegidos de injustiças e outros, até,  ressuscitados. Mas, o objetivo principal era levar esperança à grande maioria.

Por não ser bem entendido por algumas pessoas importantes, foi denunciado como criminoso, falso profeta, perturbador da ordem pública. Chegou a ser tentado pela solidão, fome e vaidade por quarenta dias, resistiu, continuou sua missão.  Depois, ainda prevendo um futuro nebuloso em relação à sua vida, confraternizou com seus seguidores. Um deles o denunciou,  outro o negou 3 vezes, outro tinham que ver para poder provar sua fé. Cada um dos membros da sua equipe, por um motivo qualquer, se esvaiu ou questionou a veracidade de seus ensinamentos.

Foi julgado e condenado, e mesmo crucificado ainda pediu perdão para aqueles que não entenderam seus propósitos.

Até hoje, seus ensinamentos são seguidos por mais de um bilhão de pessoas no mundo.

 

FELIZ  PÁSCOA

 

Luis Henrique Cintra

Fisioterapeuta Consultor de Negócios